Resposta a carta do papai noel para a dor lombar crônica

dor-e-noelDoloroso Papai Noel,

Percebi pelo seu tom natalino que você está convivendo bem comigo, pois não se esforça para terminar nossa relação. Hoje, você depende de mim e eu dependo de você.

Estamos juntos do momento que você acorda, quando vai ao banheiro, pinta sua barba de branco, vai trabalhar na preparação dos presentes e até mesmo quando responde às milhares de cartas destinadas ao natal. Sim Papai Noel, você não é mal humorado, mas eu influencio o que você faz.

Fiquei sabendo que você tentou se livrar de mim, mas foi mal sucedido. Até crossfit rolou, mas a barra batia na barriga antes de subir. Até a famosa “massagem renal” vinda diretamente da Finlândia não teve nenhum efeito. Disseram que sua dor nas costas vem na verdade de um problema “visceral”, mas não souberam explicar a profundidade de nossa relação. E teve até um cômico que, ha ha, falou que eu cheguei a você, ha ha ha, porque na infância sua mãe esqueceu a bandeja de rabanada nas suas costas enquanto você dormia. Perder a barriga era preciso, então você tentou a criolipólise. Mas, parece que você negou as origens finlandesas e esqueceu que o frio de lá também “não derreteu suas gorduras”. Está usando muito óleo de peroba, hein?

Enfim, eu sempre aperto seus músculos e nervos no final.

Aquela mão nas costas sempre, a solicitude para levantar da cadeira, a evitação de pegar a caneta de natal no chão, o sedentarismo que leva a sua barriga gigante e o perfeccionismo em fazer tudo bem feito são os meus lembretes a você que eu existo sim, sou real, mesmo muitos de seus leitores não acreditarem na nossa relação.

Entendo que você procure no Dr. Google sobre os motivos de eu estar na área. Mas, na verdade, você precisa olhar mais para você do que para mim. Eu sou apenas mais uma dor lombar dentro de milhões de outras dores lombares. E você é único.

Fiquei muito triste em saber que, ao chegar no Brasil, procurou mais um especialista em coluna. E fiquei mais triste ainda ao saber que você recebeu o diagnóstico de Fibromialgia. Se deu mal, pois você procurou justamente no país que mais faz diagnóstico de fibromialgia em todo o mundo. E você sabe né, a maioria das pessoas diagnosticadas não preenchem os critérios de fibromialgia, vai entender!

E sua missão hoje é tirar essa barriga natalina da cama e começar a entrega de presentes. As renas já estão esperando ansiosas e o trenó carregado com os presentes. As rotas estão no google maps. E não venha com a desculpa de usar o uber. Natal é natal.

Esse negócio de presentes baseados em evidência não importa para a maioria das pessoas. Elas querem saber o que realmente lhes traz alegria, mesmo que seja um “livro do costinha” ou um abraço doloroso natalino.

É Papai Noel. Bem que tentou, mas não rolou. Estamos juntos nessa.

“Então é natal, o que você fez?” ( nada por sua dor)

“O ano termina e nasce outra vez!” (e a dor lombar continua a mesma)

A sua, sempre, eterna e supervalorizada…

Dor lombar crônica

Artur Padão – Dorterapeuta

#dorterapeuta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s